Title
Estelita
TagLine
Cais José Estelita
descrição


Bárbara Francesquine
Participar do Monumentos foi como um ato simbólico de dar as mãos para todas as pessoas que naquele momento ocupavam o Estelita na luta contra a gentrificação e a especulação imobiliária. O monumento que construímos aquele dia é mais uma forma de marcar na memória da cidade o direito da população sobre os bens públicos – que deveriam sempre atender aos interesses sociais da sociedade como um todo, e não de um pequeno número de privilegiados. Nosso monumento é uma poesia para lembrar que a arte e a beleza estão em qualquer lugar que você permitir e der oportunidade para que estejam, por mais que exista um governo tentando convencer a sociedade de que nada acontece ali. Acontece sim. Acontece vida, arte, reflexão, educação, juntamente com um público enorme para tudo isso.  Locais como o estelita são moradias, são ateliês de criação, são inspirações, são a resistência do ser-humano e portanto não existe argumento que justifique a sua derrubada, venda ou fechamento.
Acompanhando esse projeto também passei a me questionar quem são as pessoas e instituições que escolhem e decidem sobre a existência e o local de um monumento, bem como as memórias, acontecimentos e mensagens que serão perpetuadas através dele na cidade. E pela primeira vez me vi nesse poderoso lugar de escolha, podendo levar à posteridade a memória de um local e de uma luta que, na verdade, atravessa séculos e gerações sem nunca ser solucionada.

Rodrigo Véras
Dentre as escadas de ferro, a brisa do vento vinda pelo mar, com cores alucinantes numa aurora envolvente… 360 graus de luta pela busca de uma urbanização que interaja cooperativamente com o meio ambiente. A especulação imobiliária, territorial, senhorial, repugnante, hostil, violenta…uma pausa nessa máquina de ruídos. Uma louvação ao “Reino de Oyó”, território onde predomina a justiça. O fogo, a música e a transformação.

Conheça mais sobre Bárbara Francesquine e Rodrigo Véras

Audiovisual
Direção, produção e roteiro
Alexandre Salomão

Performance e roteiro
Bárbara Francesquine e Rodrigo Véras

Direção de Produção
Luiz Manuel

Direção de Fotografia
Breno César

Direção de Arte
Breno César

Captação de som e edição de som
Philipe de Castro

Desenho de som
Alexandre Salomão

Edição e Montagem
Alexandre Salomão

Correção de cor/grading
Alexandre Salomão

Crédito das fotos
Alexandre Salomão, Breno César, Carmem Surico, Clarissa Kiyoe, Martin Weller

Agradecimento
Daaniel Araújo
Lucas Caminha

3d Viewer